(16) 3826-3000
(16) 9.9995-9011
Home / Agronegócio / Governador João Doria e o Secretário de Agricultura e Abastecimento, Gustavo Junqueira estão no EUA em busca de novos investimentos para São Paulo O
GustavoJunqueira4

Governador João Doria e o Secretário de Agricultura e Abastecimento, Gustavo Junqueira estão no EUA em busca de novos investimentos para São Paulo O

 secretário Gustavo Junqueira está em Nova York com o governador João Doria e outros Secretários de estado, desde segunda-feira (13/05), para buscar novos investimentos para SP. Com uma agenda cheia, eles já se reuniram com importantes agentes, buscando atrair capital estrangeiro para financiar projetos de infraestrutura no estado, bem como investimentos para o agronegócio e a abertura de mercados. Participaram de importantes fóruns e reuniões, tais como com o Bank of America, BTG, Citibank e Safra.

O Governador e o Secretário também visitaram a Whole Foods, uma rede de supermercados americana que é reconhecida pelo padrão de alta qualidade na venda de produtos orgânicos. O objetivo dessa visita foi verificar e estudar o modelo e possíveis formas de incentivar a profissionalização dos produtores do estado de SP.

Nesta última quarta-feira (15/05), a agenda do secretário Gustavo Junqueira esteve focada em atrair investimentos para o setor sucroenergético. Durante o Santander ISO Datagro New York Sugar & Ethanol 2019, importante evento do setor, que reúne mais de 400 empresários, investidores, traders e especialistas, o secretário Gustavo Junqueira falou sobre a abertura que a nova gestão executiva estadual promove para os investidores do mundo todo.

Destacando a necessidade de focar em estabilidade, segurança jurídica e produtividade, Junqueira lembrou que não há uma solução direta e sem esforço para retomar o crescimento do setor. O secretário lembrou também que a gestão do governador João Doria quer gerar mais competitividade e um ambiente produtivo ainda mais equilibrado e estável. “Não existe bala de prata (silver bullet) para a retomada do crescimento do setor. Temos um conjunto de ações do estado e do setor privado que precisam ser implementadas. Estamos aqui comprometidos em fazer nossa parte e retomar a confiança do setor, do investidor e do mercado global. O momento é propício para investimentos. Temos espaço para crescimento”, conclamou.

“Tenho falado muito ultimamente que só teremos desenvolvimento sustentável com a integração. É nesse caminho que devemos trabalhar para termos os resultados esperados. Os setores público e privado têm cada um o seu papel, mas devem convergir para um mesmo objetivo: reaquecer a economia paulista para investimentos externos e para acesso à novos mercados.”, afirmou o Secretário.

Os números do Brasil sobre a cana são expressivos: é o maior produtor do mundo, chegando a quase 40% do mercado internacional, e também o maior produtor mundial de açúcar. Pensando na produção de etanol, o Brasil é o segundo maior produtor do mundo. Nesse contexto, São Paulo é protagonista: tem a maior área de colheita de cana cultivada e o maior número de usinas do Brasil (162 usinas) – todas são autossuficientes em energia elétrica. As usinas paulistas vendem o excedente de energia, sendo responsáveis por 44% do total de energia produzida a partir de biomassa no Brasil. “A sustentabilidade, econômica, social e ambiental, está no DNA do setor sucroenergético”, definiu o secretário.

Ainda na quarta-feira, o Governador João Doria e os Secretários Gustavo Junqueira e Henrique Meirelles participaram do maior evento mundial do setor sucroenergético, o Sugar Dinner. Não só estiveram presentes, como também o Governador foi escolhido como o único convidado a discursar para os principais empresários do ramo.

O Governador reafirmou a importância do setor de cana-de-açúcar para SP, para o Brasil e para o mundo, e que estamos prontos e abertos para receber investimentos. “Precisamos combater o protecionismo e os subsídios na produção e nas exportações. O açúcar é atualmente um dos produtos mais protegidos do mundo. A redução do nível de barreiras tarifárias e não-tarifárias garantiria maior acesso e maior mercado consumidor para essa fonte essencial de nutrição. Tenho uma visão liberal: defendo que os produtores com maior competitividade podem expandir a oferta em bases justas e orientadas para o mercado.”

Por fim, João Doria demonstrou a importância das reformas e de investirmos no crescimento do Brasil e de SP, bem como o trabalho que tem sido feito em sua gestão em apenas quatro meses de governo. “Estou realmente convencido de que o Brasil está entrando em um novo ciclo de crescimento sustentável da economia. A reforma da previdência social abrirá oportunidades de investimento global no Brasil. Agora em São Paulo, estamos antecipando a tendência. Em menos de quatro meses, montamos 21 projetos de concessões que trarão mais de US$ 10 bilhões em novos investimentos. Tenho certeza de que muitos dos nossos projetos se adequam perfeitamente aos seus, individualmente ou em joint ventures.”

A Secretaria de Agricultura e Abastecimento está engajada nessa agenda e contribuirá para que SP seja, cada vez mais, um polo protagonista de investimentos do mercado nacional e internacional no agronegócio.

Esta notícia foi lida 655 vezes!

Autor redacao

Deixe uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*