(16) 3826-3000
(16) 9.9995-9011
Home / Agronegócio / Ministra diz que meta é destinar R$ 1 bi para seguro rural
TeresaCristina

Ministra diz que meta é destinar R$ 1 bi para seguro rural

Em depoimento nesta quarta-feira (27) na Comissão de Agricultura e Reforma Agrária do Senado, a ministra Tereza Cristina informou que tentará aumentar para R$ 1 bilhão a verba destinada pelo governo ao seguro-rural, que garante os produtores em caso de prejuízos na safra. A verba destinada ao seguro na safra 2018/2019 é de R$ 440 milhões. A ministra informou que a meta é obter junto à área econômica mais R$ 600 milhões. Com isso, o seguro-rural, que hoje atende a 42 mil grandes produtores em todo o país, poderá passar a atender, segundo Tereza Cristina, cerca de 150 mil produtores.

“Se conseguirmos taxas de juros razoáveis e um seguro rural maior e mais robusto, teremos mais crédito disponível para os produtores”, disse a ministra. Ela também anunciou que está negociando com o Ministério da Economia uma verba maior para o crédito rural na safra 2019/2020. Para a atual safra foram destinados R$ 191 bilhões, além de R$ 30 bilhões para a agricultura familiar. A ministra explicou que esses recursos já se esgotaram, embora teoricamente a safra vá até junho, o que demonstra que o agronegócio está crescendo e os produtores estão investindo em ritmo cada vez mais acelerado. Segundo ela, para a próxima safra já está assegurado pela lei o mesmo valor da atual e mais 5% de correção, mas o Ministério da Agricultura está reivindicando verba maior.

“Estamos ousando mais”, disse a ministra. “Este governo tem um olhar diferenciado para o crédito rural”.

Na exposição aos senadores, ela também afirmou que o ministério está trabalhando para abrir novos mercados aos produtos brasileiros, porque o país tem potencial para produzir e exportar cada vez mais, com sustentabilidade e respeito ambiental, utilizando mais tecnologia para ganhos de escala na produção. Para isso, a ministra pediu apoio dos senadores no sentido de aprovar leis que podem facilitar a vida dos empreendedores. E também lembrou que há gargalos de infraestrutura que precisam ser superados (em portos, rodovias e ferrovias), pois eles aumentam os custos de produção e deixam a margem de lucro dos produtores cada vez mais apertada.

Imagem do setor

Tereza Cristina disse que vai trabalhar no Ministério da Agricultura para melhorar a imagem do setor agropecuário junto aos brasileiros, que considera deturpada. “Não é todo país que tem segurança alimentar igual ao nossos”, lembrou. “Precisamos mostrar que são homens e mulheres que trabalham pela nossa segurança alimentar. Há uma imagem deturpada do setor”, afirmou. No exterior, a imagem é melhor, acredita a ministra, já que o país é um dos maiores exportadores de alimentos do mundo.

Ao responder a uma pergunta sobre o uso de agrotóxicos no país, Tereza Cristina negou que os consumidores estejam recebendo alimentos contaminados, e observou que o Brasil não conseguiria exportar seus produtos agropecuários para 190 países, se houvesse qualquer dúvida a respeito da qualidade e da segurança dos alimentos produzidos no país.

“Todos podem ter a segurança de que os produtos que estão na mesa dos brasileiros são absolutamente seguros”, disse Tereza Cristina.

Segundo ela, análises são feitas para atestar todos os produtos, inclusive pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O Ministério da Agricultura não permitiria qualquer risco ao cidadão

Esta notícia foi lida 279 vezes!

Autor redacao

Deixe uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*