(16) 3826-3000
(16) 9.9995-9011
Home / Agronegócio / Presidentes de Itaú e Bradesco alertam para ‘perigo ambiental’ enquanto Bolsonaro vê ‘desinformação’
Bradesco

Presidentes de Itaú e Bradesco alertam para ‘perigo ambiental’ enquanto Bolsonaro vê ‘desinformação’

Aline Bronzati e André Ítalo, O Estado de S.Paulo

A preocupação com a forma como o Brasil está lidando com a questão ambiental ganhou espaço no debate dos principais banqueiros brasileiros, incluindo presidentes do Itaú e do Bradesco, mesmo em um ‘palanque virtual’, onde o assunto chave deveria ser tecnologia bancária. O alerta para consequências silenciosas e que podem se prolongar além dos estragos da própria pandemia ocorre em meio à repercussão do tema junto ao olhar estrangeiro enquanto o presidente Jair Bolsonaro vê apenas ‘desinformação’.

O presidente do Itaú Unibanco, Candido Bracher Foto: Iara Morselli

 

Investidores ameaçam sair do Brasil se destruição da Amazônia não parar, diz Financial Times

 

A questão ambiental é, na opinião do presidente do Itaú Unibanco, Candido Bracher, o principal ‘perigo’ que ameaça o Brasil é o ambiental. “No momento em que a sociedade se percebe frágil, a gente deve olhar para outros perigos. As consequências ambientais podem até vir de uma maneira mais lenta do que as da saúde como a covid-19, mas são mais duradouras e difíceis de reverter”, avaliou o executivo, durante debate no CIAB, feira de tecnologia bancária, promovida pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban) e que teve a sua primeira versão virtual.

O presidente do maior banco da América Latina, com quase R$ 2 trilhões em ativos totais, alertou para o aumento dos incêndios na Amazônia no início deste ano, enquanto o Brasil tenta combater a propagação do novo coronavírus – é o terceiro maior país em mortes por covid-19. “Estamos vendo neste início ano incêndios 60% maiores do que foram no ano passado e nós precisamos enquanto sociedade nos mover contra isso”, disse ele, acrescentando que os bancos têm um “peso importantíssimo” no tema.

“Todo mundo falava de sustentabilidade, de problema com o Planeta, de aquecimento global, reflorestamento, derrubada, de qualidade do ar, da água. Todo mundo falava sobre isso, mas de fato nós temos de reconhecer que fizemos muito pouco em relação a isso”, observou o presidente do Bradesco, Octavio de Lazari.

 

Esta notícia foi lida 271 vezes!

Autor redacao

Deixe uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*


Popups Powered By : XYZScripts.com