(16) 3826-3000
(16) 9.9995-9011
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Home / Brasil /  Puxada pela carne, inflação acelera em novembro e fica em 0,51%
Carne

 Puxada pela carne, inflação acelera em novembro e fica em 0,51%

Sem a pressão das carnes, o IPCA teria sido de 0,30% em novembro, calculou o gerente do Sistema Nacional de Índices de Preços do IBGE, Pedro Kislanov

RIO – Sob a pressão do salto no preço da carne, mas também do aumento nos custos dos jogos de loteria e da energia elétrica, a inflação oficial no País acelerou para 0,51% em novembro, maior resultado para o mês desde 2015. Os dados são do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), divulgados hoje pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Inflação
O centro da meta da inflação para o ano de 2019, feita pelo Banco Central, é de 4,25% Foto: JF Diório/Estadão

O avanço de 8,09% no preço das carnes foi o principal motor da inflação ao consumidor no mês, uma contribuição de 0,22 ponto porcentual. O aumento foi o mais acentuado desde novembro de 2010, quando as carnes subiram 10,67%.

“A situação no momento é uma demanda alta da China pela carne brasileira. Foi principalmente carne bovina. As outras também foram influenciadas, porco e frango, mas o grande destaque foi a carne bovina”, frisou Pedro Kislanov, gerente do Sistema Nacional de Índices de Preços do IBGE.

A carne de porco subiu 3,35% em novembro, enquanto o frango inteiro aumentou 0,28% e o frango em pedaços subiu 0,34%. O grupo Alimentação e bebidas saiu de um avanço de 0,05% em outubro para elevação de 0,72% em novembro.

“Sem as carnes, alimentação e bebidas teria registrado uma queda de 0,18%. Realmente o que pesou mesmo foram as carnes. Tomate, batata e cebola caíram cada um mais de 10%”, ressaltou Kislanov.

Sem a pressão das carnes, o IPCA teria sido de 0,30% em novembro, calculou Kisla

Esta notícia foi lida 66 vezes!

Autor redacao

Deixe uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*