(16) 3826-3000
(16) 9.9995-9011
Home / Brasil / AME – Ambulatório Médico de especialidades de Ituverava realizou mais de 186 mil procedimentos em 2018
AME

AME – Ambulatório Médico de especialidades de Ituverava realizou mais de 186 mil procedimentos em 2018

Números apresentam crescimento em relação a 2017, mesmo sem aumento de repasse de verbas   

Considerado referência em toda a região, o AME (Ambulatório Médico de Especialidades) é um fator fundamental para que Ituverava alcançasse a grande relevância como polo de saúde.
Os números refletem a grandeza desse trabalho: somente em 2018, o órgão realizou 45.696 consultas médicas, 15.248 consultas não médicas, 7.442 cirurgias ambulatoriais e 118.122 exames, ou seja, foram 186.490 procedimentos. Em 2018 os atendimentos foram quase 7% maiores dos registrados em 2017, que foram 174.571 procedimentos, sedo 41.937 consultas médicas, 15.123 consultas não médicas, 3.919 cirurgias e 113.572 exames.
Vale lembrar que graças à gestão eficiente, o AME de Ituverava, sem reajuste de repasse de recursos da Secretaria de Estado de Saúde, conseguiu aumentar, entre 2017 e 2018, o número de consultas médicas em 8,96%; não médicas 0,82%; cirurgias 89,89% e nos exames em 4%.
O Ambulatório Médico de Especialidades de Ituverava atende 12 municípios: Ituverava, Aramina, Buritizal, Guará, Igarapava, Miguelópolis, Ipuã, Morro Agudo, Nuporanga, Orlândia, Sales Oliveira e São Joaquim da Barra. Esporadicamente ainda são atendidas pacientes das cidades de Cristais Paulista, Franca, Itirapuã, Jeriquara, Patrocínio Paulista, Pedregulho, Restinga, Ribeirão Corrente, Rifaina e São José da Bela Vista.

Atendimentos
No que se refere às consultas médicas, a maiorias delas foi de pacientes de Ituverava (3.047 pessoas), seguida de São Joaquim da Barra (2.992), Orlândia (2.108) e Morro Agudo (1.847).
Em relação aos exames, a maior parte também de Ituverava (5.484 pessoas), seguida de São Joaquim da Barra (4.790), Igarapava (3.216) e Morro Agudo (3.098).
Administração e
especialidades
Atualmente a equipe do AME é composta por 110 profissionais, sendo 55 médicos, 26 administrativos, 16 técnicos, 8 profissionais de nível superior (não médicos) e 5 de apoio.
Fazem parte da administração do AME Ituverava: Gestão de Contrato OS – Santa Casa de Misericórdia de Ituverava; coordenadora administrativa – Adriana Cristina da Silva e coordenadora médica – Dra. Andréa Ferro Portioli. As especialidades médicas disponívei pelo AME são: Anestesiologia, Cardiologia, Cirurgia Geral, Cirurgia Plástica, Cirurgia Vascular, Dermatologia, Endocrinologia, Endocrinologia Pediátrica, Gastroclínica, Ginecologia/Colposcopia, Hematologia, Infectologia, Mastologia, Nefrologia, Neurologia, Neurologia Pediátrica, Oftalmologia, Oftalmologia/Glaucoma, Oftalmologia/Retina, Ortopedia, Otorrinolaringologia, Pneumologia, Reumatologia e Urologia.
As especialidades não médicas são: Enfermagem, Farmácia, Fisioterapia, Fonoaudiologia, Nutrição e Psicologia.

Exames
Os exames oferecidos pelo AME são: Audiometria, Biometria Ultrassônica, Campimetria, Capsulotomia (Yag Laser), Colonoscopia, Densitometria, Ecocardiograma, Eletrocardiograma, Eletroencefalograma, Eletroencefalograma com sedação, Eletroneuromiografia, Endoscopia, Espirometria, Exames laboratoriais, Fotocoagulação a laser, Holter, Iridotomia, Mamografia, Mapa, Nasofibrolaringoscopia, Raio-x, Retinografia colorida, Retinografia fluorescente, Retossigmoidoscopia, Teste de provocação de glaucoma, Teste ergométrico, Tomografia de coerência óptica (OCT), Ultrassonografia, Ultrassonografia com doppler e Urodinâmica.
Os procedimentos e cirurgias incluem: Biópsias (pele, colo uterino, vulva, vagina, próstata com sedação); Cirurgia Geral (pequenas lesões); Facoemulsificação com implante de lente intraocular dobrável (Catarata); Injeção Intravítrea (Avastin); PAAF de Mama com agulha grossa guiada por ultrassom; PAAF de Tireóide, cervical e linfonodo guiado por ultrassom; Procedimentos ginecológicos; Procedimentos urológicos; Pterígio e Trabeculectomia.

Pacientes devem ser pontuais e informar eventuais ausências 


Pacientes aguardam atendimento no AME

Em contrapartida ao atendimento de qualidade oferecido gratuitamente pelo AME, os pacientes podem contribuir por meio de vários fatores.
Por exemplo, comparecerem nas consultas previamente agendadas ou, caso não possam, fazer o cancelamento com até três dias de antecedência, através do telefone (16) 3830-8648.
É importante também cumprir o horário de chegada agendado (o atraso implica na dispensa do paciente); realizar adequadamente os preparos exigidos nos exames ou procedimentos, manter os dados cadastrais atualizados em sua unidade (principalmente o telefone) e desligar ou manter o celular em modo vibra call nas dependências do AME (o som do celular atrapalha os atendimentos prestados).

Necessidades especiais
Portadores de necessidades especiais, cadeirantes e acamados deverão ir sempre com acompanhantes, pois o órgão não tem condições de fazê-lo.
“No ano de 2018, 12.201 pacientes deixaram de comparecer em consultas ou exames agendados. Isso significa um enorme prejuízo econômico para o Estado e também para muitas pessoas que poderiam se consultar, pois é uma vaga disponibilizada e não utilizada, motivo pelo qual a negligência de quem não comparece também resulta em prejuízo social, pois outras pessoas poderiam ter sido atendidas e melhorar seu estado de saúde”, afirma a coordenadora administrativa do AME, Adriana Cristina da Silva.

Órgão obteve outras grandes conquistas no ano passado


Entrada do AME de Ituverava

O ano de 2018 também foi marcado por diversas conquistas. Dentre as principais estão a aquisição de mais um equipamento de ultrassom, um videogastroscópio e um videocolonoscópio, explica a coordenadora administrativa do AME, Adriana Cristina da Silva.
“Tivemos a oportunidade de participar do Projeto Especial ‘Mutirão de Procedimento Cirúrgico de Catarata’, no qual foram realizadas 360 cirurgias, de outubro a dezembro. Este projeto foi iniciativa do Ministério de Estado da Saúde, tendo como objetivo reorganizar e ampliar o acesso aos procedimentos cirúrgicos eletivos, em especial aqueles com demanda reprimida identificada”, afirma a coordenadora.
Adriana enumera alguns projetos para 2019. “A nossa expectativa é conseguir a adesão ao Programa ‘Vale a Pena Ver’, que prevê a entrega gratuita de lentes monofocais para pacientes com mais de 60 anos de idade, que passaram por cirurgia de catarata pelo SUS.
“Normalmente o paciente é operado, tira o cristalino que está opaco, e coloca-se uma lente. Depois de passar por cirurgia ele pode precisar de óculos, geralmente para perto, caso contrário a visão pode ficar comprometida” explica.
“Também buscaremos divulgar o Programa Mulheres de Peito, que tem como objetivo conscientizar as mulheres sobre a importância da realização do exame de mamografia, assim como facilitar o acesso e agendamento sem necessidade de encaminhamento médico, e garantir tratamento logo após a confirmação do diagnóstico. Este programa é voltado às mulheres entre 50 a 69 anos de idade que não tenham feito o exame nos últimos 2 anos. Para agendar, basta ligar no 0800 779 0000”, enfatiza.

Indicadores e metas

Outro objetivo, segundo Adriana, é cumprir todos os indicadores e metas propostos no Contrato de Gestão e continuar sendo um dos melhores AMEs do Estado. “Estamos em busca de novos programas que sejam compatíveis com o AME Clínico”, destaca.
“Atualmente não dá para os municípios pensarem em Saúde, sem contarem com o AME. Esta instituição representa um avanço no diagnóstico precoce e tratamento de diversas doenças, contribuindo com a melhoria da qualidade de vida da população”, completa.

Esta notícia foi lida 46 vezes!

Autor redacao

Deixe uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*