(16) 3826-3000
(16) 9.9995-9011
Home / Brasil / Equador planeja aplicar 30 mil vacinas diárias contra a covid-19 a partir de janeiro
BRUSSELS, BELGIUM - JUNE 18 : In this illustration a doctor holds a syringe and a bottle labelled as the Covid-19 coronavirus vaccine. At least 8,000,202 cases of infection, including 435,176 deaths, were recorded in total, particularly in Europe, the continent most affected with 2,417,902 cases (188,085 deaths) and in the United States, which has the highest number of cases (2,110,182) and deaths (116,081). There are about a hundred projects for vaccines against Covid-19, of which about ten are in the clinical trial phase. Pictured on June 18, 2020 in Brussels, Belgium, 18/06/2020 ( Photo by Vincent Kalut / Photonews via Getty Images)
BRUSSELS, BELGIUM - JUNE 18 : In this illustration a doctor holds a syringe and a bottle labelled as the Covid-19 coronavirus vaccine. At least 8,000,202 cases of infection, including 435,176 deaths, were recorded in total, particularly in Europe, the continent most affected with 2,417,902 cases (188,085 deaths) and in the United States, which has the highest number of cases (2,110,182) and deaths (116,081). There are about a hundred projects for vaccines against Covid-19, of which about ten are in the clinical trial phase. Pictured on June 18, 2020 in Brussels, Belgium, 18/06/2020 ( Photo by Vincent Kalut / Photonews via Getty Images)

Equador planeja aplicar 30 mil vacinas diárias contra a covid-19 a partir de janeiro

O Equador planeja aplicar 30 mil vacinas contra o novo coronavírus por dia a partir de janeiro de 2021, quando a chegada das doses ao país está prevista, afirmou o presidente Lenín Moreno nesta segunda-feira (23).

Teremos capacidade de vacinar 30 mil pessoas por dia”, disse o presidente aos jornalistas, acrescentando que há “a possibilidade de começar a vacinar já no primeiro mês do ano que vem”.

Sem especificar qual vacina será utilizada, Moreno destacou que está prevista a imunização de cerca de nove milhões de pessoas no país.

O ministro da Saúde, Juan Carlos Zevallos, por sua vez, especificou que a vacinação levará entre seis e nove meses.

O Equador, com 17,5 milhões de habitantes, registra cerca de 186 mil casos e mais de 13.200 mortes entre confirmadas e prováveis.

De acordo com Zevallos, uma em cada três pessoas no Equador foi infectada pelo coronavírus. “Não se sabe se essas pessoas vão precisar da vacina ou não”, disse.

O Equador anunciou em outubro um acordo com a Pfizer e sua parceira BioNTech para ter acesso a dois milhões de doses, com entregas graduais em 2021.

Também assinou acordos com a AstraZeneca, associada à Universidade de Oxford, para obter mais cinco milhões de doses, e com a organização COVAXX, subsidiária da United Biomedical, para pelo menos mais dois milhões.

Além disso, o país mantém negociações com a Novavax, a Johnson & Johnson e a Moderna.

Segundo o Ministério da Saúde equatoriano, por meio da iniciativa Covax Facility, o país receberá mais de sete milhões de doses.

Esta notícia foi lida 63 vezes!

Autor redacao

Deixe uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*


Popups Powered By : XYZScripts.com