(16) 3826-3000
(16) 9.9995-9011
Home / Brasil / Fiz o procedimento na minha casa. Sinto uma dor insuportável’, diz ex-paciente do Dr. Bumbum
Dr.Bumbum

Fiz o procedimento na minha casa. Sinto uma dor insuportável’, diz ex-paciente do Dr. Bumbum

O Estado de S. Paulo

“Fiz um procedimento com ele há uns dois anos, conheci por indicação de uma amiga, uma semana depois, entrei em contato para saber como funcionava. Falei com a Renata, a secretária, namorada dele, e ela pediu foto do meu bumbum para fazer uma avaliação, por WhatsApp mesmo, e passar o valor. Mandei a foto às 18 horas e na manhã seguinte, às 8 horas, ela me respondeu.

Eu não sabia como funcionava ou sobre esse tipo de silicone para o bumbum. Foi uma loucura da minha cabeça. Meu marido não sabia, ficou sabendo só depois. Perguntei para ele (Denis) como iria fazer, onde ficava a clínica, essas coisas. Ele me disse que atendia em vários lugares, que atendia em São Paulo, no Espírito Santo, em qualquer lugar. Perguntei se ele fazia em casa, e ele me disse que poderia ir, se eu pagasse por isso.

ctv-arq-denis-furtado reproducao-facebook
Denis Furtado é conhecido como ‘Doutor Bumbum’ Foto: Reprodução/Facebook

 

 Fiz o procedimento na minha casa, ele cobrou até mais caro por isso. Gastei na faixa de R$ 24 mil. Foi ele, a Renata e uma outra moça, que eu não sei quem é. Não levaram equipamento nenhum, e eu achei estranho. Eles chegaram com uma bolsa grande e uns negócios dentro de um saco. Eu deitei na minha cama, e foi tudo feito na minha cama mesmo. Ele me mandou comprar uma cinta, disse para eu ficar 24 horas sem banho, sem poder sentar… Foi isso que ele me orientou a fazer.

Ele não me deu recibo, nada. Eu paguei para ele e ele não me deu nenhum comprovante. Quando eu o procurei para reclamar – porque teve uma época que ficou muito sensível e eu não podia encostar em nada -, ele me ameaçou. Aí eu fiquei com medo, meu ex-marido ficou com medo, e a gente resolveu deixar para lá.

Fui prejudicada. Acabou meu casamento, perdi várias coisas por causa disso. Não vou à praia, não vou à piscina do meu condomínio, nada do que eu coloco fica bonito, a roupa fica horrível.

Já fui a vários médicos para poder tirar e ninguém quer colocar a mão. Fui numa médica, ela pediu ressonância, um monte de coisa, mas ninguém quer colocar a mão. Está horrível, como se estivesse apodrecendo. Sinto uma dor insuportável, parece que está descendo para as pernas. É horrível, horrível…

Nunca tive coragem de falar nada, porque eu menti para a minha família na época. Para as minhas amigas, eu falava que tinha colocado silicone e dado rejeição, porque eu tinha vergonha de falar a verdade.

Ele falou que tinha usado o PMMA, mas a última médica que fui falou que deve ter usado silicone industrial, pelo jeito que está. Ela disse que, mesmo se ele tivesse usado o PMMA, não teria ficado assim.

Não estou fazendo nenhum tratamento, não tenho mais dinheiro. Eu me separei, fui embora com a minha filha. Isso estragou a minha vida. Voltei agora a trabalhar e estou tentando refazer a minha vida.

Estou vendo agora com outro médico, se ele consegue me ajudar. Eu quero tirar isso. Estou com problema de respiração, porque fico muito cansada. Tomara que a justiça seja feita. O que aconteceu com aquela menina (Lilian Calixto) não pode ficar assim.” / DEPOIMENTO A MARCIO DOLZAN

Esta notícia foi lida 49 vezes!

Autor redacao

Deixe uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*