(16) 3826-3000
(16) 9.9995-9011
Home / Brasil / Mulher assassinada a tiros em Palmas será sepultada hoje em Serrana
Patricia

Mulher assassinada a tiros em Palmas será sepultada hoje em Serrana

O corpo da consultora de beleza Patrícia Aline dos Santos, de 29 anos, encontrada morta a tiros em um matagal em Palmas (TO), será enterrado na manhã deste sábado (11) no Cemitério Municipal de Serrana (SP), cidade natal da vítima.

Tia de Patrícia, a dona de casa Maria Amélia dos Santos afirma que a família está arrasada e que a mãe da jovem não consegue se conformar com a perda da filha, que havia se mudado para o Tocantins há dois meses para trabalhar.

“A família está sofrendo. A mãe está acabada, está chorando direto. A gente está com medo de ela não resistir a essa dor que está passando”, diz a tia. “Ela era uma pessoa que queria viver independente. Era alegre, humilde, muito carinhosa com a família toda”, completa.

Principal suspeito do crime, o namorado da vítima, Iury Italu Mendanha, está sendo procurado pela Polícia Civil de Palmas. Na casa dele, os investigadores apreenderam duas espingardas. Maria Amélia diz que a família espera pela prisão do suspeito.

“Dizem que ele era muito ciumento, porque ninguém da família o conheceu. Ela não queria o relacionamento e ele não aceitou. Eu espero a justiça de Deus e a justiça da terra, da lei. É o que eu espero. Ele tirou a vida de uma moça e de uma família que ele nem sabe quem é”, diz.

Patrícia Aline dos Santos foi encontrada morta em matagal na zona norte de Palmas (TO) (Foto: Arquivo Pessoal) Patrícia Aline dos Santos foi encontrada morta em matagal na zona norte de Palmas (TO) (Foto: Arquivo Pessoal)

Patrícia Aline dos Santos foi encontrada morta em matagal na zona norte de Palmas (TO) (Foto: Arquivo Pessoal)

O caso

O corpo de Patrícia foi encontrado por funcionários que trabalhavam em uma construção, em um matagal próximo a um shopping na região norte de Palmas, na manhã desta quinta-feira (9). Segundo os trabalhadores, a mulher foi deixada já morta no local.

Patrícia trabalhava como consultora de beleza. O primo dela afirmou que a família está assustada. Dias antes do crime, ela pediu ajuda a uma amiga pelo WhatsApp, afirmando que o namorado queria matá-la. Em contra conversa, ela pede a uma amiga para resgatá-la.

Segundo o delegado responsável pelo caso, Israel Andrade, o corpo de Patrícia tinha marcas de tiros. Testemunhas disseram que a vítima e o namorado estavam juntos há cerca de dois meses, mas tinham um relacionamento conturbado.

Corpo de Patrícia Aline da Silva foi achado em matagal em Palmas (TO) (Foto: Heitor Moreira/TV Anhanguera) Corpo de Patrícia Aline da Silva foi achado em matagal em Palmas (TO) (Foto: Heitor Moreira/TV Anhanguera)

Corpo de Patrícia Aline da Silva foi achado em matagal em Palmas (TO) (Foto: Heitor Moreira/TV Anhanguera)

Andrade contou que, na versão dos amigos, Mendanha era possessivo e violento. Há uma semana, Patrícia terminou o relacionamento, mas depois o casal reatou. A partir daí, a mulher passou a receber ameaças e chegou a ser agredida, ainda segundo o delegado.

“Inclusive na semana passada, ele esteve na casa dela, pulou o muro e portando um revólver, bateu nela. As amigas dizem que ela aparecia às vezes com hematomas”, contou.

Mendanha não havia sido localizado até a noite de sexta-feira (10). O pai dele disse à Polícia Civil que o filho mandou uma mensagem ainda na quinta-feira, se despedindo da família e afirmando que precisava sair da cidade, mas retornaria depois.

Esta notícia foi lida 120 vezes!

Autor redacao

Deixe uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*