(16) 3826-3000
(16) 9.9995-9011
Home / Brasil / Orlândia teve 30% de abstenção
O eleitor terá de escolher seis candidatos quando estiver na frente da urna eletrônica.
O eleitor terá de escolher seis candidatos quando estiver na frente da urna eletrônica.

Orlândia teve 30% de abstenção

Orlândia teve 30% de abstenção

Orlândia teve  31.399 eleitores aptos a votar.

Destes apenas 21.980 pessoas copareceram as suas seções eleitorais. 9.419 pessoas deixaram de votar. Mais que a eleição passada.

Abstenção deste ano foi  exatos 30%

Na eleição de 2.016 a eleição teve 20% de abstenção. A  cidade tinha 30.897 eleitores. De 22.694 eleitores, 6.084 deixaram de votar.

Mas Orlândia não foi exceção. Outras cidades tiveram índices ainda maiores. Ribeirão Preto teve 32,4% de abstenção

Rio de Janeiro também teve mais de 30% de abstenção

Chama a atenção ainda, o n;úmero de eleitores deste ano foi menor que em 2.016 –

O primeiro turno das eleições municipais terminou com um índice recorde de 32,4% de abstenções em Ribeirão Preto (SP) neste domingo (15). Dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) apontam que 143.337 dos 441.845 eleitores aptos não compareceram às urnas.

Esta é a maior taxa de abstenção da história. Os números superam os do segundo turno das eleições municipais de 2016, quando a cidade registrou índice de 27,5% e apresentou a maior taxa em todo o país, quando a média era de 19,5%.

Se somados os mais de 46 mil votos nulos (30.222) e brancos (16.000), a proporção de pessoas que não escolheu candidatos no primeiro turno chega quase a metade do eleitorado local, com 189.559 mil eleitores, 35,2 mil a menos do total de votos válidos.

Duarte Nogueira (PSDB) recebeu 45,3% dos votos dados a todos os candidatos, e Suely Vilela (PSB), 20,72%. Eles vão disputar o segundo turno das eleições no dia 29 de novembro.

Esta notícia foi lida 84 vezes!

Autor redacao

Deixe uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*


Popups Powered By : XYZScripts.com