(16) 3826-3000
(16) 9.9995-9011
Home / Brasil / Viagem de Michel Temer ao Líbano precisa de aval da Justiça
Michel1

Viagem de Michel Temer ao Líbano precisa de aval da Justiça

 

Defesa de ex-presidente diz que tomará medidas necessárias; Bolsonaro convidou Temer para chefiar missão de ajuda ao país

Mateus Vargas e Daniel Weterman, O Estado de S.Paulo

BRASÍLIA – O ex-presidente Michel Temer (MDB) terá de pedir à Justiça autorização para viajar ao Líbano em missão oficial de ajuda humanitária e técnica, para ajudar na reconstrução do país após as explosões que destruíram a região portuária de Beirute.

A defesa do ex-presidente reconheceu que será preciso o aval e disse que Temer “tomará as medidas necessárias” para viabilizar a viagem, assim que a sua nomeação para a tarefa for publicada no Diário Oficial da União (DOU).

Filho de libaneses, Temer foi convidado pelo presidente Jair Bolsonaro para liderar as ações de ajuda do Brasil. Preso e solto duas vezes em 2019, Temer está proibido de deixar o Brasil sem autorização da Justiça.

Em maio de 2019, ao liberá-lo da segunda prisão, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) impôs ao ex-mandatário a proibição de manter contato com investigados, de se mudar ou deixar ausentar do País sem autorização, a entrega de passaportes, entre outras medidas cautelares. O ex-presidente e seu amigo coronel Lima são acusados de desvio de dinheiro em obras na usina nuclear de Angra 3, o que eles negam.

Em outubro de 2019, o presidente chegou a ter um pedido de viagem à Inglaterra barrada pelo juiz federal Marcelo Bretas, da Lava Jato do Rio. Mas a ida, para participar de palestra na Oxford Union, foi liberada pelo Tribunal Regional federal da 2ª Região.

O ex-presidente concordou em estar à frente da missão do governo brasileiro e, neste domingo, 9, anunciou que aceitou o convite de Bolsonaro.

 

Esta notícia foi lida 62 vezes!

Autor redacao

Deixe uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*


Popups Powered By : XYZScripts.com