(16) 3826-3000
(16) 9.9995-9011
Home / Ciência e Tecnologia / Spray Nasal contra Alzheimer começa ser testado
Spray

Spray Nasal contra Alzheimer começa ser testado

Principal causa de demência no mundo, o Alzheimer atinge cerca de 11,5% da população idosa no Brasil. Para combater a doença, que atualmente possui poucas opções eficazes de tratamento, o Hospital Brigham and Women’s em Massachusetts, nos Estados Unidos, está prestes a começar testes com um spray nasal que pode prevenir e retardar a progressão do Alzheimer.

Os pesquisadores acreditam que esse estudo seja capaz de virar o jogo contra a doença no mundo, se tornando uma forma eficaz de ajudar pacientes que sofrem com a condição. “Nas últimas duas décadas, acumulamos evidências pré-clínicas que sugerem o potencial desse spray nasal para o Alzheimer”, disse Howard Weiner, líder da pesquisa.

“Se os testes clínicos em humanos mostrarem que a vacina é segura e eficaz, isso pode representar um tratamento não tóxico para pessoas com Alzheimer, e também pode ser dado no início para ajudar a prevenir a doença em pessoas em risco”, completou ainda no comunicado.

A vacina, administrada pelo nariz, usa a substância Protollin, presente em outros imunizantes, para desencadear uma reação do sistema imunológico e criar uma resistência contra a doença. “Esta vacina aproveita um novo braço do sistema imunológico para tratar o Alzheimer”, disse Tanuja Chitnis, professora de neurologia em Brigham.

Spray nasal contra o Alzheimer

“A pesquisa nesta área abriu o caminho para que possamos buscar um caminho totalmente novo para o tratamento potencial não só do Alzheimer, mas também de outras doenças neurodegenerativas”, completou ainda.

Os testes em humanos do spray nasal vão começar com 16 participantes, com idades entre 60 e 85 anos e que estão com sintomas iniciais de Alzheimer. O objetivo dessa fase é garantir a segurança da vacina em pessoas com a doença. Os testes clínicos ainda devem durar mais alguns anos.

Essa não é a única vacina contra o Alzheimer em desenvolvimento no mundo. A biofarmacêutica sueca Alzinova começou a recrutar voluntários para o ensaio clínico de Fase 1b de seu imunizante. O estudo será feito na Finlândia e já conseguiram seu primeiro participante. Sendo assim, a pesquisa planeja inscrever pacientes com doença de Alzheimer em estágio inicial.

A empresa está desenvolvendo uma vacina que visa combater os oligômeros beta-amiloide, que são cadeias de proteínas que provocam as manifestações clínicas da doença. Sendo assim, o imunizante estimula a produção de anticorpos que podem reconhecer as formas beta-amiloide que são capazes de desenvolver neurotoxinas.

Fonte: olhardigital.com.br

Esta notícia foi lida 72 vezes!

Autor redacao

Deixe uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*


Popups Powered By : XYZScripts.com