(16) 3826-3000
(16) 9.9995-9011
Home / Ciência e Tecnologia / Caça Gripen E, da FAB, faz voo inaugural na Suécia
Caca2

Caça Gripen E, da FAB, faz voo inaugural na Suécia

 
Roberto Godoy, O Estado de S.Paulo

O primeiro caça supersônico Gripen E/Br, construído na Suécia pelo grupo Saab para a Força Aérea Brasileira (FAB), voou pela primeira vez na manhã desta segunda-feira, 26. O jato de combate decolou da pista de Liköping às 9h41, horário de Brasília, e pousou às 10h46 depois de 65 minutos de testes preliminares de manobrabilidade e qualidade de desempenho aéreo. A aeronave foi pilotada pelo chefe do programa de ensaios da Saab, Richard Ljungberg.

Pintado de cinza, com variações digitalizadas, e a inscrição “Força Aérea Brasileira” na seção dianteira, o avião leva o registro 39-6001 e a matrícula 4.100, da FAB. Na cauda foi aplicada uma bandeira do Brasil. A designação do Gripen na aviação militar nacional será F-39. Segundo o comandante Ljungberg, “o voo foi tranquilo e confirmou o que era esperado a partir das simulações de engenharia”. O jato inicial da série vai servir ao programa de provas.

 

 
ctv-jim-20190826-en-3394084-1

 
O caça Gripen E em seu primeiro voo  Foto: Linus Svensson/SAAB
 

A unidade 39-6001 já incorpora a principal diferença definida pela área técnica da FAB, um painel no ‘cockpit’ (a cabine) com desenho inovador, dotado de uma grande tela panorâmica, o Wide Area Display, que oferece mais informações simultâneas. O Gripen E/Br também terá modificações no sistema de comando de voo, e nos recursos de hardware e software. Essas informações são consideradas reservadas. O governo brasileiro comprou 36 aviões. Um negócio de US$ 4,7 bilhões.

Em 2015, o Alto Comando da Aeronáutica considerava um plano para suplementar o lote inicial em mais 72 caças, por meio de encomendas sucessivas. O primeiro modelo regular será recebido pelo 1º Grupo de Defesa Aérea (GDA), da base de Anápolis (GO), em 2021. O último, em 2024. O Gripen E voa a 2.460 km/hora e pode cobrir pouco mais de 3 mil km. Com carga máxima de ataque (um canhão de 30 mm, mais 7.2 toneladas de mísseis e bombas), seu raio de ação é de 800 km 1 mil km.

Futuro

Esta notícia foi lida 67 vezes!

Autor redacao

Deixe uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*