(16) 3826-3000
(16) 9.9995-9011
Home / Ciência e Tecnologia / Segunda dose da Pfizer não reduz imunidade em quem já teve covid-19, ao contrário do que diz médica
FILE PHOTO: A woman holds a small bottle labeled with a "Coronavirus COVID-19 Vaccine" sticker and a medical syringe in front of displayed Pfizer logo in this illustration taken, October 30, 2020. REUTERS/Dado Ruvic/File Photo
FILE PHOTO: A woman holds a small bottle labeled with a "Coronavirus COVID-19 Vaccine" sticker and a medical syringe in front of displayed Pfizer logo in this illustration taken, October 30, 2020. REUTERS/Dado Ruvic/File Photo

Segunda dose da Pfizer não reduz imunidade em quem já teve covid-19, ao contrário do que diz médica

É enganosa publicação que sugere que a aplicação da segunda dose da vacina da Pfizer reduz a imunidade de pessoas que já testaram positivo para a covid-19.

O estudo citado no post verificado pelo Comprova somente sugere a aplicação de uma dose da vacina, em vez de duas, para indivíduos que já se contaminaram com a doença. Isso porque, segundo a pesquisa, o grupo já havia desenvolvido parte da imunidade ao contrair o vírus. A fabricante Pfizer e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), no entanto, não adotaram mudanças no esquema vacinal e continuam recomendando duas doses da vacina mesmo para quem já teve covid.

A pesquisa mencionada em nenhum momento afirma que há riscos para a imunidade de quem recebe a segunda dose, tampouco sugere a suspensão do uso de imunizantes, como cita a publicação. Por esse motivo, a reportagem considera como enganosa a publicação compartilhada pela médica Helen Brandão no Instagram.

A reportagem tentou contato com a médica, mas ela não respondeu.

Esta notícia foi lida 49 vezes!

Autor redacao

Deixe uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*


Popups Powered By : XYZScripts.com