(16) 3826-3000
(16) 9.9995-9011
Home / Economia / Petrobrás tem lucro de R$ 25,8 bi em 2018 após quatro anos no vermelho
Petrobras1

Petrobrás tem lucro de R$ 25,8 bi em 2018 após quatro anos no vermelho

Fernanda Nunes e Denise Luna, O Estado de S.Paulo

 

 

RIO – Com auxílio do preço do petróleo e da alta do dólar, a Petrobrás conseguiu deixar para trás quatro anos consecutivos de prejuízos e fechou 2018 com lucro de R$ 25,77 bilhões. É o primeiro resultado positivo desde a descoberta do esquema de corrupção pela Operação Lava Jato da Polícia Federal em 2014.

No ano passado, o preço do petróleo do tipo brent no mercado internacional subiu 31%. O desempenho também foi favorecido pela redução do pagamento de juros da dívida e pela regularização de um crédito de R$ 5,3 bilhões com a Eletrobrás. Além disso, como a petroleira atrela seus preços aos do mercado internacional, a alta do dólar frente ao real contribuiu para engordar o caixa.

 
Petrobrás
A Petrobrás registrou lucro de R$ 25,8 bilhões em 2018. Foto: Fábio Motta / Estadão
 

Para o presidente da empresa, Roberto Castello Branco, o ano passado marcou “o fim de um ciclo doloroso”. Mesmo otimista, o executivo admite que o desempenho da estatal ainda “está muito aquém do desejável.” No quarto trimestre, o lucro foi de R$ 2,1 bilhões, abaixo dos R$ 7,8 bilhões projetados pelo mercado, segundo o Estadão/Broadcast.

Para concluir a recuperação da petroleira, a diretoria pretende continuar vendendo ativos e cortando custos. A intenção também é reduzir o intervalo de tempo entre o início das atividades exploratórias e a extração do primeiro óleo. “ Uma empresa opera com prejuízo até que consiga remunerar o capital empregado em suas operações”, ressalta o presidente.

A Petrobrás encerrou o ano com dívida líquida de R$ 268,82 bilhões, queda de 4% ante 2017. Com isso, atingiu a meta de alavancagem, que compara o quanto da geração de caixa está comprometida com o pagamento da dívida. O objetivo era que cada US$ 1 de caixa gerado correspondesse a US$ 2,5 de dívida, o que significa uma métrica de alavancagem de 2,5 vezes. A petroleira encerrou 2018 com métrica de alavancagem de 2,34 vezes abaixo do prometido. Já a venda de ativos, de US$ 6 bilhões, ficou aquém do esperado.

Esta notícia foi lida 204 vezes!

Autor redacao

Deixe uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*