(16) 3826-3000
(16) 9.9995-9011
Home / Economia / Veto a frigoríficos é retaliação ao governo de Bolsonaro, diz líder árabe
Frigorifico3

Veto a frigoríficos é retaliação ao governo de Bolsonaro, diz líder árabe

 

Segundo Amr Moussa, ex-secretário-geral da Liga Árabe, descredenciamento de frigoríficos que exportam para a Arábia Saudita é consequência da decisão de transferir a embaixada brasileira em Israel para Jerusalém

Jamil Chade, enviado especial, O Estado de S.Paulo

A decisão da Arábia Saudita de descredenciar cinco frigoríficos brasileiros que exportam para o país, anunciada nesta terça-feira, 22, é uma retaliação ao governo de Jair Bolsonaro, em função da decisão de transferir a embaixada brasileira em Israel de Tel-Aviv para Jerusalém, afirmou em Davos o ex-secretário-geral da Liga Árabe (organização que reúne 22 países árabes), Amr Moussa. “O mundo árabe está enfurecido (com o Brasil)”, disse Moussa, um dos diplomatas do Oriente Médio de maior influência na região.

Essa é uma expressão de protesto contra uma decisão errada por parte do Brasil. Muitos de nós não entendemos o motivo pelo qual o novo presidente do Brasil trata o mundo árabe desta forma.” Segundo a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), o motivo alegado para o veto aos frigoríficos foram questões técnicas.

 

Em reação, o presidente em exercício, Hamilton Mourão, disse que não haveria motivo para um embargo. “A embaixada não está mudada ainda, o pessoal está se antecipando ao inimigo”, declarou.

Esta notícia foi lida 101 vezes!

Autor redacao

Deixe uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*