(16) 3826-3000
(16) 9.9995-9011
Home / Esportes / Ronaldinho Gaúcho é homenageado na Calçada da Fama do Maracanã
Ronaldinho

Ronaldinho Gaúcho é homenageado na Calçada da Fama do Maracanã

Aposentado oficialmente dos gramados há um ano, Ronaldinho Gaúcho voltou ao Maracanã nesta terça-feira, no Rio de Janeiro, para receber uma homenagem dedicada a grandes nomes do futebol brasileiro. O pentacampeão do mundo deixou a marca de seus pés na Calçada da Fama do estádio.

 

A homenagem havia sido prometida em 2011, antes mesmo de o estádio ser reformado (mais uma vez) para a Copa do Mundo de 2014 e de ter a sua concessão entregue à iniciativa privada, mas não havia sido feita até hoje. O ex-jogador chegou pontualmente às 13h30 e foi recebido por ritmistas da escola de samba Renascer de Jacarepaguá. Pessoas que visitavam o Maracanã se aglomeraram no saguão de acesso para fazer fotos do ídolo, que se mostrou grato.

“O Maracanã é o Maracanã. Maior palco de todos. Receber essa homenagem aqui é um momento muito especial”, disse Ronaldinho Gaúcho. “Joguei desde os 15 anos no Maracanã, quando estava nas categorias de base, até meu último ano de carreira”.

Quem pareceu mais empolgado foi o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC). Sempre ao lado de Ronaldinho Gaúcho, ele chegou a colocar o pé do ex-jogador sobre a sua coxa para simular o famoso gesto de lustrar a chuteira.

“O Ronaldinho acabou de me dizer que ele é um parceiro do povo do Estado do Rio de Janeiro e vamos trabalhar com projetos sociais. E (quero) dizer para os nossos jovens se mirarem no exemplo de pessoas como ele, que venceu na vida lutando nos campos de futebol. Ele é um exemplo. Os jovens tem que ter a oportunidade de seguir o exemplo do Ronaldinho”, discursou Witzel.

O ex-craque de Barcelona, Paris Saint-Germain e da seleção brasileira respondeu poucas perguntas. Em uma delas, disse sentir “falta de tudo” que diz respeito ao futebol, mas que continua muito próximo ao esporte. “Parei de jogar, mas a vida é muito ativa. Continuo viajando muito de um lado pro outro, o tempo todo. Parei (de jogar) porque estava completamente realizado”, declarou.

Ronaldinho Gaúcho e seu irmão, o empresário Roberto de Assis Moreira, tiveram os seus passaportes retidos recentemente por decisão judicial. Eles foram condenados pela Justiça do Rio Grande do Sul em 2015 por crime ambiental. A multa ultrapassa R$ 8 milhões e ainda não foi paga.

Esta notícia foi lida 90 vezes!

Autor redacao

Deixe uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*