(16) 3826-3000
(16) 9.9995-9011
Home / Famosos / Decisão de Meghan e Harry pode dar prejuízo ao Reino Unido
Harry

Decisão de Meghan e Harry pode dar prejuízo ao Reino Unido

LONDRES – A decisão do príncipe Harry e de sua mulher, Meghan, de abandonar as funções de primeiro escalão da família real pode trazer ao casal grandes ganhos econômicos, mas também causar prejuízos para a monarquia e os empresários britânicos. Especialistas em relações públicas acreditam que o casal pode fazer uma fortuna nos próximos anos em parcerias com grandes marcas.

O casamento de Harry e Meghan, em maio de 2018, visto pela tevê por mais de 2 bilhões de pessoas em todo o mundo, foi considerado por muitos como o último “conto de fadas do século”. Também esperava-se que a união com uma atriz americana de origem negra levasse a família real a uma nova era.

Meghan Markle e príncipe Harry
Meghan e Harry saem do castelo de Windsor para recepção privada no Frogmore House. Foto: Steve Parsons/Reuters

Menos romântico, também se esperava que os duques de Sussex (que já estavam se tornando uma celebridade) trouxessem um grande benefício econômico para o Reino Unido. Mas, 18 meses depois, o casal anunciou pelo Instagram que dividirá seu tempo entre o Reino Unido e a América do Norte e trabalhará para se tornar “financeiramente independente”.

Muitos agora se questionam quais serão as perdas para o Reino Unido, a monarquia e os empresários com essa mudança. “É difícil dizer, pois ninguém até agora sabe realmente os termos exatos do ‘Megexit’”, disse David Haigh, chefe executivo da Brand Finance, empresa de gerenciamento de marcas. A companhia calculou que o casamento de Harry e Meghan gerou 1 bilhão de libras para a economia britânica em 2018, incluindo 300 milhões de libras em viagens e hospedagens de turistas estrangeiros, e 50 milhões de libras com produtos como moedas, chaveiros, canecas e roupas.

Nos meses após o casamento, o patrocínio do casal continuou trazendo grandes rendimentos, especialmente para empresas britânicas como Marks & Spencer e John Lewis, e por meio de projetos beneficentes como o de roupas para o trabalho criado por Meghan em colaboração com a ONG Smartworks.

Ainda não está claro quais funções os duques de Sussex pretendem abandonar e o que isso influenciará na questão da economia britânica. Mas o Palácio de Buckingham informou que Harry e Meghan pretendem continuar envolvidos com as atividades da Commonwealth (Comunidade dos Estados Britânicos), os patrocínios e o apoio à rainha Elizabeth.

Esta notícia foi lida 62 vezes!

Autor redacao

Deixe uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*