(16) 3826-3000
(16) 9.9995-9011
Home / Local / Baixaria na Câmara Municipal de Sertãozinho
Camarasertaozinho1

Baixaria na Câmara Municipal de Sertãozinho

Um vereador agrediu um assessor parlamentar durante um bate-boca após uma sessão da Câmara de Sertãozinho (SP) na noite de segunda-feira (4).

Visivelmente alterado, César Peghini (MDB), o Cesinha, partiu para cima de um funcionário que filmava toda a movimentação com um celular após uma discussão com o vereador Lúcio Martins de Freitas (PR) e da intervenção da Guarda Civil Municipal. (veja as imagens acima).

O assessor agredido, Michael Richard de Jesus Pedro, que atua no gabinete de Freitas, afirmou ter tido o celular derrubado e que levou um soco. Ele disse que, além de registrar boletim de ocorrência na Polícia Civil, pedirá a abertura de um processo por quebra de decoro parlamentar na Comissão de Ética do Legislativo.

“Acho que fui um alvo fácil onde ele pode descontar a sua raiva”, disse.

Vereador César Peghini, durante tumulto na Câmara de Sertãozinho, SP (Foto: Reprodução/EPTV) Vereador César Peghini, durante tumulto na Câmara de Sertãozinho, SP (Foto: Reprodução/EPTV)

Vereador César Peghini, durante tumulto na Câmara de Sertãozinho, SP (Foto: Reprodução/EPTV)

Em nota, a presidência da Câmara repudiou o ocorrido e o atribuiu a problemas pessoais restritos aos dois parlamentares. Confirmou ainda que a Comissão de Ética poderá tratar do assunto, caso seja acionada.

Cesinha atribuiu sua reação à falta de respeito de Freitas durante um pronunciamento sobre o problema dos mototáxis na cidade. “Por mais que a pessoa possa ter sangue de barata, ela não consegue ficar calma ouvindo as demagogias do vereador Lúcio”, disse.

Ele também afirmou acreditar que o assessor não poderia tê-lo filmado. “Nem como vereador nem como homem mesmo, não vou admitir que um assessor do vereador venha perto da minha cara e coloque um celular pra poder estar me gravando.”

Freitas, por sua vez, disse que durante todo o tempo não fez nada que motivasse as agressões. “Eu estava bastante tranquilo, defendendo a categoria mototáxi e aconteceu isso, eu fico chateado.”

César Peghini agrediu assessor que filmava tumulto na Câmara de Sertãozinho, SP (Foto: Reprodução/EPTV) César Peghini agrediu assessor que filmava tumulto na Câmara de Sertãozinho, SP (Foto: Reprodução/EPTV)

César Peghini agrediu assessor que filmava tumulto na Câmara de Sertãozinho, SP (Foto: Reprodução/EPTV)

Confusão na Câmara

O expediente de projetos da noite de segunda-feira já tinha sido encerrado por volta das 20h40 e os vereadores utilizavam seus tempos na tribuna para falar livremente sobre diferentes temas.

Freitas tomou a palavra para tratar da regulamentação dos mototáxis na cidade e, ao mencionar uma reunião realizada com a categoria naquela tarde, disse que o vereador Cesinha deixou o encontro antes do término. “Cesinha até foi embora correndo, não sei se ficou com medo”, afirmou Freitas.

O assessor parlamentar Michael Richard de Jesus Pedro, agredido durante confusão na Câmara de Sertãozinho, SP (Foto: Reprodução/EPTV) O assessor parlamentar Michael Richard de Jesus Pedro, agredido durante confusão na Câmara de Sertãozinho, SP (Foto: Reprodução/EPTV)

O assessor parlamentar Michael Richard de Jesus Pedro, agredido durante confusão na Câmara de Sertãozinho, SP (Foto: Reprodução/EPTV)

Cesinha pediu direito de resposta, questionou a idoneidade do parlamentar e se referiu a ele como “um câncer” na Câmara. Ofendido, Freitas solicitou uma réplica, que foi atendida pela presidente Márcia Moreira de Sousa Perassi (PSDB).

Mesmo sem ter a palavra concedida, Cesinha então começou a dizer, em voz alta, que não permitiria que o colega fizesse a resposta. “Ele não vai falar. (…) Hoje ele não fala mais aqui”,

Diante da confusão, Márcia decidiu encerrar a sessão e pediu a intervenção da Guarda Civil Municipal, mas o tumulto prosseguiu.

Outros colegas da Casa e agentes da GCM tentaram acalmar os ânimos do vereador, mas Cesinha, visivelmente nervoso, continuou a discutir com Freitas e seguiu em direção à mesa onde ele estava. “Eu vou te mostrar o que é um homem. Não põe a mão em mim, não.”

Câmara de Sertãozinho, SP (Foto: Reprodução/EPTV) Câmara de Sertãozinho, SP (Foto: Reprodução/EPTV)

Câmara de Sertãozinho, SP (Foto: Reprodução/EPTV)

Apartado momentos antes de se aproximar do parlamentar, Césinha então se dirigiu a Jesus Pedro, assessor de Freitas que filmava a confusão, e o agrediu. Nas imagens, é possível verificar que o telefone celular do funcionário caiu.

“Ele olhou e me viu filmando. Ele vem em minha direção com um soco e foi onde o celular caiu ao chão, por isso que parei de filmar naquele momento, mas depois fiz outras imagens realmente pra constatar que ele estava muito alterado fora de si e agredindo”, disse Jesus Pedro.

Esta notícia foi lida 60 vezes!

Autor redacao

Deixe uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*