(16) 3826-3000
(16) 9.9995-9011
Home / Local / Bebê é internado em estado grave em Ribeirão Preto após suspeita de maus-tratos
Policia11

Bebê é internado em estado grave em Ribeirão Preto após suspeita de maus-tratos

Segundo Polícia Civil, médicos relataram que criança pode ter sido vítima da ‘síndrome do bebê sacudido’. Pais dizem que filho havia ficado aos cuidados de dono de pensão em que moram.

Polícia Civil investiga a suspeita de maus-tratos contra um bebê internado em estado grave na unidade de emergência do Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto (SP).

De acordo com informações registradas em boletim de ocorrência, o menino de quatro meses foi levado pelos pais na última quinta-feira (3) com possíveis lesões no crânio que teriam sido causadas por “violentos chacoalhões”.

Os pais da criança, que registraram a ocorrência na segunda-feira (7), disseram que as agressões podem ter sido causadas pelo proprietário de uma pensão em que vivem no Centro da cidade.

A polícia instaurou um inquérito e solicitou um exame ao Instituto Médico Legal (IML). “A médica diz que tem [indício de agressão], mas ainda estou apurando, vou ouvir as pessoas”, afirmou a delegada Luciana Renesto Ruivo, responsável pelas investigações.

Policiais na unidade de emergência do Hospital das Clínicas em Ribeirão Preto (SP) (Foto: Reprodução/EPTV) Policiais na unidade de emergência do Hospital das Clínicas em Ribeirão Preto (SP) (Foto: Reprodução/EPTV)

Policiais na unidade de emergência do Hospital das Clínicas em Ribeirão Preto (SP) (Foto: Reprodução/EPTV)

Segundo informações da Polícia Civil, os pais informaram ter levado o bebê à unidade do HC na quinta-feira depois que ela sofreu uma convulsão.

No hospital, de acordo com as autoridades, a equipe médica apontou a suspeita de maus-tratos e lesões internas na cabeça em decorrência da chamada “síndrome do bebê sacudido”.

Questionados, os pais disseram aos policiais podem ter sido dados pelo dono da pensão em que vivem, no Centro de Ribeirão, que costumava ficar diariamente com o bebê das 16h às 19h para que eles pudessem trabalhar.

A criança segue internada na unidade de emergência

Esta notícia foi lida 48 vezes!

Autor redacao

Deixe uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*