(16) 3826-3000
(16) 9.9995-9011
Home / Local / Filiado ao PSDB, empresário deve R$ 5 bi ao governo de SP, responde por sonegação e é defendido por primo de Alckmin
Drogaosuper

Filiado ao PSDB, empresário deve R$ 5 bi ao governo de SP, responde por sonegação e é defendido por primo de Alckmin

Share

Milton Julião Marcondes: dívida bilionária com SP e premiado cavaleiro

POR VINÍCIUS SEGALLA E GUSTAVO ARANDA

O dono da empresa com o maior débito constante na dívida ativa do Estado de São Paulo, no valor de R$ 4,8 bilhões, é um empresário de Ribeirão Preto filiado ao PSDB desde 1995, que responde a dezenas de processos na Justiça por sonegação fiscal e crime contra a ordem tributária, e tem como um de seus principais advogados José Eduardo Rangel Alckmin, primo do ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin.

Seu nome é Marcelo Julião Marcondes, e a empresa com a dívida bilionária é a Drogavida Comercial de Drogas Ltda. O porte, o capital social e o faturamento da companhia, porém, não são compatíveis com a dívida tributária da rede de farmácias. É que, conforme apontam os ministérios públicos Federal, de São Paulo e de Minas Gerais, a Drogavida é só a ponta visível de um enorme e complexo esquema de sonegação fiscal que atenta contra os cofres públicos de, pelo menos, três estados e da União.

Segundo o MP, o mecanismo de fraude tributária está em operação há mais de uma década, mas só nos últimos dias a grandiosidade do esquema começou a ser conhecida.

A “laranja fiscal” e o grupo multimilionário

Na última terça-feira (14), a Rádio CBN informou ao país que a empresa que detém a maior dívida ativa com o Estado de São Paulo é a Drogavida Comercial de Drogas Ltda, uma rede varejista de medicamentos com sede em Ribeirão Preto (SP). Quanto ela deve: R$ 4,8 bilhões. Em segundo lugar na lista de maiores devedores do povo paulista está o Grupo Pão de Açúcar (R$ 3 bilhões). Em terceiro, está a Petrobras (R$ 2,2 bilhões).

O débito, conta a rádio, equivale a “quase 200 vezes o capital social da Drogavida, que é de R$ 28 milhões. Também, a companhia deve quase R$ 280 milhões à União e mais de R$ 200 milhões ao Estado de Minas Gerais”, para não mencionar outras dívidas multimilionárias que a mesma Drogavida mantém com outros Estados, como Goiás e Paraná.

Esta notícia foi lida 175 vezes!

Autor redacao

Deixe uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*