(16) 3826-3000
(16) 9.9995-9011
Home / Brasil / Campinas faz 1º sepultamento de pet após lei que autoriza prática nos cemitérios municipais

Campinas faz 1º sepultamento de pet após lei que autoriza prática nos cemitérios municipais

Cachorro Pingo foi sepultado no jazigo de sua família no Cemitério dos Amarais; tire suas dúvidas a respeito da lei

A Setec (Serviços Técnicos Gerais), autarquia responsável pelo solo público de Campinas, realizou nesta quinta-feira, 18 de abril, o primeiro sepultamento de animal de estimação em um cemitério municipal. O cachorro Pingo, de 7 anos, dos tutores Maria Helena Batista Rodrigues e Fábio Roberto Berro, foi sepultado no jazigo pertencente à família. O animalzinho tinha cor de avelã e era um cruzamento das raças Rottweiler e Labrador.
Poucas cidades do Brasil permitem sepultar animais nos cemitérios. A lei é inovadora neste aspecto e também atende a questão ambiental, uma vez que prevê a destinação adequada dos corpos dos pets. A novidade foi bem recebida pela população após pesquisa da Setec e atende a um anseio dos tutores que têm os animais como membros de sua família. “É mais uma iniciativa que se insere no contexto da proteção e da dignidade aos animais em Campinas ao lado do Samu Animal, do Banco de Ração e da castração gratuita”, lembrou o presidente da Setec, Enrique Lerena.

A Lei nº 16.522, que autoriza o sepultamento dos animais, foi sancionada pelo prefeito Dário Saadi em 8 de março e regulamentada por resolução de 8 de abril. “Após a definição das regras, a equipe da Divisão de Cemitérios recebeu treinamento para que o sepultamento de pets pudesse ser realizado com eficiência”, destacou Lerena.

O sepultamento custa R$ 233,29 e o valor é o mesmo independentemente se o animal pesar 5 kg ou 120 kg (peso máximo). O enterro sai por R$ 116,64, caso o tutor decida sepultar somente as cinzas. Os custos são menores que os praticados por cemitérios particulares de animais.

Para ajudar a população a entender como funciona o serviço, a Setec preparou uma FAQ sobre o assunto. Confira:

Esta notícia foi lida 76 vezes!

Autor redacao

Deixe uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*


Popups Powered By : XYZScripts.com