(16) 3826-3000
(16) 9.9995-9011
Home / Ciência e Tecnologia / Três bebidas populares aumentam o risco de demência, aponta estudo

Três bebidas populares aumentam o risco de demência, aponta estudo

A influência do consumo de bebidas açucaradas no diagnóstico de demência se tornou objeto de um estudo científico divulgado na Alemanha. Evidências observadas no ensaio mostram que a saúde do cérebro está intimamente associada ao tipo de bebida que se consome. E, principalmente, a quantidade de açúcar presente nela.

Para entender a possível relação, o estudo analisou a dieta de 186.622 participantes do UK Biobank – um banco de dados online de registros médicos e de estilo de vida – entre as idades de 37 a 73 anos, ao longo de uma década.

Bebidas açucaradas e demência

Sucos de fruta artificiais, bebidas de leite saborizadas e refrigerantes com alto de teor de gordura são reconhecidamente bebidas com altos níveis de açúcares livres – aquelas para as quais o açúcar é adicionado durante o processo de fabricação – e que, de acordo com a pesquisa, aumentam significativamente o risco de demência.

Além disso, bebidas de frutas, mesmo aquelas contendo açúcares naturalmente presentes, também foram associadas à doença, mas em menor grau.

Chá e café, no entanto, não apresentaram qualquer risco para a saúde do cérebro.

Por que o açúcar afeta a saúde mental?

Algumas pesquisas sugerem que o consumo excessivo de açúcar pode causar inflamações no corpo, associadas a doenças neurodegenerativas, como a doença de Alzheimer, a forma mais comum de demência.

Concluiu-se também que o açúcar consumido na forma líquida é mais prejudicial do que o presente em alimentos sólidos. Isso porque o cérebro não registra calorias de açúcar líquido da mesma forma que as de alimentos sólidos. Além disso, ingerir calorias líquidas não provoca a sensação de saciedade, fazendo com que o indivíduo acabe consumindo mais e aumentando o risco de ganho de peso.

Por que o açúcar afeta a saúde mental?

Algumas pesquisas sugerem que o consumo excessivo de açúcar pode causar inflamações no corpo, associadas a doenças neurodegenerativas, como a doença de Alzheimer, a forma mais comum de demência.

Concluiu-se também que o açúcar consumido na forma líquida é mais prejudicial do que o presente em alimentos sólidos. Isso porque o cérebro não registra calorias de açúcar líquido da mesma forma que as de alimentos sólidos. Além disso, ingerir calorias líquidas não provoca a sensação de saciedade, fazendo com que o indivíduo acabe consumindo mais e aumentando o risco de ganho de peso.

Esta notícia foi lida 139 vezes!

Autor redacao

Deixe uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*


Popups Powered By : XYZScripts.com