(16) 3826-3000
(16) 9.9995-9011
Home / Internacional / Vaticano afirma que mudança de sexo, e barriga de aluguel constituem afrontas à dignidade humana
GB118. In Flight (Italy), 29/04/2017.- Pope Francis talks to journalists during a press conference he held on his return flight from Cairo to Rome, 29 April 2017. Pope Francis traveled to Egypt on Friday for a historic visit to the Arab and Muslim majority nation aimed at presenting a united Christian-Muslim front to repudiate violence committed in God's name. (Egipto, Papa, Roma, Italia) EFE/EPA/GREGORIO BORGIA/ AP / POOL

Vaticano afirma que mudança de sexo, e barriga de aluguel constituem afrontas à dignidade humana

O Vaticano publicou nesta segunda-feira, 8, um novo documento aprovado pelo papa Francisco, afirmando que a Igreja Católica acredita que operações de mudança de sexo, fluidez de gênero e barriga de aluguel constituem afrontas à dignidade humana.

O documento argumenta que o sexo com o qual uma pessoa nasce é um “presente irrevogável” de Deus e “qualquer intervenção de mudança de sexo, como regra, corre o risco de ameaçar a dignidade única recebida pela pessoa desde o momento da concepção”. Pessoas que desejam “autodeterminação pessoal, como prescreve a teoria de gênero”, arriscam-se a ceder “à tentação milenar de se fazerem deus”.

O documento também afirma categoricamente a oposição da Igreja Católica Romana à barriga de aluguel, seja a mulher que carrega um bebê “coagida a isso ou escolhe se submeter a isso livremente”, porque a criança “se torna mero meio subordinado ao ganho arbitrário ou desejo de outros”.

O documento foi destinado como uma declaração abrangente da visão da igreja sobre a dignidade humana, que incluiu a exploração dos pobres, migrantes, mulheres e pessoas vulneráveis.

Embora tenha sido preparado durante cinco anos, o posicionamento chega apenas meses depois de Francisco ter desagradado setores mais conservadores de sua igreja ao permitir explicitamente que católicos LGBTQ+ recebessem bênçãos de padres e ao permitir que pessoas transgênero fossem batizadas e atuassem como padrinhos.

Embora os ensinamentos da igreja sobre questões de guerra cultural que Francisco em grande parte evitou não sejam necessariamente novos, sua consolidação agora provavelmente será abraçada por conservadores por sua linha dura contra ideias liberais sobre gênero e barriga de aluguel.

Esta notícia foi lida 39 vezes!

Autor redacao

Deixe uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*


Popups Powered By : XYZScripts.com